Plano em Foco

Ícone

Redes de computadores e Linux, por Gustavo Lopes

Prévia do Livro de Redes – Capítulo 3

Semana de carnaval… não postei um capítulo na segunda-feira. Mas aqui está ele, o capítulo 3!

Aqui, explico o qual a diferença entre comutação e roteamento. Clique na imagem abaixo para baixar. Lembro que é apenas uma pŕevia, este capítulo não está corrigido, pois vou deixar a correção apenas para quando acabar o livro todo. Estou mais interessado em chegar ao final.

cp03Estou pensando seriamente em mudar todas as palavras “computador” para “hospedeiro”, pois penso que “computador” se parece muito com “comutador”, uma palavra que uso muito no livro. Entretanto, pretendo manter a palavra “comutador”, em vez de usar “switch”, pois isso enfatisa bem em que camada o comutador opera (camada enlace) e o que ele faz (comutação de quadros).

Anúncios

Arquivado em:Redes de Computadores,

Quantas camadas tem a arquitetura TCP/IP?

Bom, antes de começar, pense nesta frase que eu sempre uso e considero bastante significante: Nós não usamos modelos. Usamos arquiteturas. Um modelo é uma abstração teórica, que pode ou não ser implementada. A prática está na arquitetura, no objeto construído e funcional. Agora, vamos às considerações do título deste post. Estou perguntando quantas camadas tem a arquitetura TCP/IP. Abaixo, marque a opção que você acha correta:

a) 7 camadas.
b) 5 camadas.
c) 4 camadas.
d) 3 camadas.
e) Que camadas?

Continue lendo »

Arquivado em:Redes de Computadores,

Primeira Proposta para o Livro

Escrevi um artigo para que você tenha a idéia de qual será o conteúdo do livro. Este artigo pode ser baixado clicando-se na figura abaixo. Em breve palavras, este artigo mostra uma prévia da Tabela de Conteúdo do livro, com 8 partes e 26 capítulos, com os títulos dos mesmos.

proposta

Você, é claro, pode ajudar a direcionar melhor (se achar que não está satisfatório o caminho que estou tomando) ou escrever para mim, neste blog, qualquer opinião ou dúvida que quer ser esclarecida no livro.

Arquivado em:Redes de Computadores,

Ifconfig – O básico do básico

Neste primeiro (de alguns) post sobre ifconfig, veremos o que ele é, para que ele serve, e como ele pode ser usado para explicar a origem da vida. Hehe. Brincadeiras à parte, é algo bem básico mesmo.

Acontece que em sistemas Unix (e no Linux) existe um comando muito usado para verificar e configurar a rede. Este comando é o ifconfig. Este comando localiza-se no diretório /sbin. Para executá-lo, basta um ifconfig como root ou /sbin/ifconfig.

Continue lendo »

Arquivado em:Linux,

Prévia do Livro de Redes – Capítulo 7

Ah, o ADSL… no Brasil temos muitos serviços populares. Nada melhor do que aproveitar cabeamento (telefônico) já existente para oferecer serviços de dados.

O ADSL consiste em multiplexar (ou seja, juntar sem misturar as coisas) em um único enlace físico (o cabo telefônico) dados e voz. Isso acontece porque os sinais, tanto de voz quanto de dados, são transmitidos em formatos de ondas analógicas, e as ondas não se misturam. E freqüências (com trema! hunf!) diferentes – larguras de ondas diferentes – não se misturam. Por isso é possível transportar várias ondas em um único meio físico.

As ondas mais longas, ou seja, de freqüência abaixo de 4000 Hertz, são reservadas para transmissãode voz. As ondas mais altas, para internet. O capítulo 7 de nosso livro de Redes trata disso e de outros aspectos práticos do ADSL no Brasil. É apenas uma previsão, ele ainda será revisado e corrigido.

cp07download

Arquivado em:Redes de Computadores,